O artista Desali (1983) passa a integrar o time de artistas representados pela AM Galeria. 

Transitando por múltiplas linguagens, como a pintura, a fotografia, a ação performativa e o vídeo, a obra de Desali é marcada pela subversão das hierarquias, tanto artísticas quanto sociais. Na sua obra, os resíduos da cidade, as memórias mais ínfimas ou mesmo o lixo podem ter valor artístico, assim como a figura do artista é vista com ironia e tratada de modo comum. Desali atua para promover contato entre a periferia, as camadas sociais mais desfavorecidas, e o universo da arte, questionando as instituições artísticas tradicionais e as contaminando com a energia da rua.

Vale a pena conferir a exposição “VULGO. LEMBRA-SE DA GRANDE MESA NA SALA DE JANTAR “, de Desali,  na Galeria Mari’Stella Tristão, no Palácio das Artes, com curadoria de Marina Câmara.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*